Amantes do vinho: o assunto hoje é champagne/espumantes, o vinho mais festivo de todos! Por TAISA PETROUCIC

Você já deve ter ouvido falar que todo champagne é espumante, mas que nem todo espumante é champagne. Frase clássica do mundo do vinho, a afirmação se faz verdadeira, porque, para ter a nomenclatura francesa, o produto deve ser da região homônima (Champagne, França).

A descoberta desta bebida foi obra de 2 monges, Dom Perignón e Dom Ruinart. Conta a lenda que eles chegaram à fórmula do famoso método de dupla fermentação por acaso, e quando beberam pela primeira vez, sentiram em sua boca uma explosão de bolhas. Disseram aos outros monges: “Venham correndo, estamos bebendo estrelas!”

Mas você sabia que, além de champagne, há outras denominações mundo afora para a bebida de Dom Perignón? Na Espanha, o espumante CAVA, é o mais famoso de TODOS.

Assim como o champagne, para a produção dos Cavas é utilizado o método tradicional, champenoise. Nele, a segunda fermentação, a que origina o gás carbônico da bebida, ocorre dentro da própria garrafa. Além disso, o espumante permanece em contato com as leveduras por vários meses, sendo uma bebida muito bem elaborada e sofisticada!

Normalmente são cheios de frescor e vivacidade, estruturados, potentes e equilibrados, e sua escolha é fantástica para qualquer ocasião: um brinde especial, um almoço de domingo em família.

E aí, vamos beber estrelas?

 

Compartilhe!