Você sabe o que é o Airsoft? Entre neste mundo do esporte “militar”

Equipe de Jaboticabal está há oito anos realizando diversas atividades, treinos e muita solidariedade.

 

Você já ouviu falar em Airsoft? Um esporte até que considerado antigo, mas que chegou ao Brasil de mansinho e já tomou força, como é o caso da equipe de Jaboticabal – SP, que está completando oito anos de existência e cada vez mais ganhando adeptos da cidade  e região.

Força de vontade, disciplina, competitividade e muito empenho é o que fazem esta equipe praticar Airsoft e fazer total diferença na sociedade, pois quem vê a turma toda vestida como se estivesse indo para a guerra, não sabe o tamanho gigante que cada um tem quando as palavras solidariedade e ajuda ao próximo são ditas. Fazer o bem é com eles mesmos.

O Portal Com a Palavra conversou com os idealizadores e diretores do Airsoft e descobriu o fascínio e como é interessante este esporte. Em Jaboticabal, o time é intitulado como B.A.A.T (Brothers in Arms Airsoft Team), sendo formado por pessoas unidas sem fins lucrativos e sob o interesse comum de praticar Airsoft, como destacaram. Eles sempre visam o realismo desde 2013, quando o time foi criado.

O objetivo comum da equipe é a possibilidade de aperfeiçoar técnicas e táticas militares, com treinamentos e operações muito bem elaboradas, mas nunca esquecendo a diversão e a integração social entre os jogadores.

Confira na entrevista mais detalhes sobre o esporte.

CP – Primeiramente, o que é o Airsoft?

B.A.A.T – O Airsoft é um esporte em que os jogadores participam de simulações policiais ou militares de combates com armas de pressão por ação de mola (elétrica ou a gás). O espírito de honra e honestidade é um dos pilares onde se fundamenta a prática do airsoft. O que vale neste esporte é o desafio, a atividade física, o convívio, a amizade e o espírito de equipe.

CP – Onde surgiu o Airsoft e como ele está tomando força no mundo?

B.A.A.T – O Airsoft surgiu no Japão na década de 1970. O esporte é bastante popular em vários países asiáticos, como o Japão, China (incluindo Hong Kong, Taiwan e Macau), Coreia do Sul e Filipina. Atualmente o esporte vem crescendo em diversos países, como EUA, Canadá, Reino Unido, Alemanha, Suíça, França, Espanha, Portugal, Finlândia, Itália, Bélgica e Brasil. Aqui em Jaboticabal, iniciamos no ano de 2013.

CP – Quem pratica? E os equipamentos utilizados?

B.A.A.T – Qualquer pessoa maior de 18 anos pode praticar o esporte. Temos em nossa equipe médico, advogado, comerciante, agrônomo, entre outros, pessoas que possuem a mesma paixão sobre o militarismo. Óculos de segurança e EPI´s são obrigatórios. Fardas camufladas, coturnos, capacete, boné, colete são alguns dos equipamentos utilizados.

CP – Como começou o grupo em Jaboticabal? Quantos participantes? E onde são realizados os treinos?

B.A.A.T – Atualmente a equipe conta com 46 jogadores. Hoje em dia temos jogos organizados por federações em todo o território nacional e internacional, com duração de 24 horas seguidas de jogo ou mais. No Brasil já possuímos alguns eventos anuais, como por exemplo, o Warzone, realizado na cidade de Arujá – SP, e a Operação Cascavel, realizada em Caldas Novas – GO. Alguns jogadores do BAAT participam anualmente destes grandes eventos, trazendo novas experiências para o time e assim evoluindo os jogos realizados em Jaboticabal e região.

CP – Quem quiser fazer parte, como deve proceder? E quem pode participar?

B.A.A.T – Qualquer pessoa maior de 18 anos pode fazer parte da equipe. O interessado deve entrar em contato pelas redes sociais informando seu interesse e depois enviar seus documentos. A diretoria irá consultar primeiramente alguns dados, como antecedentes criminais, por exemplo.

CP – Há etapas que devem ser respeitadas?

B.A.A.T – Ser maior de 18 anos e aguardar a autorização da diretoria para ingressar na equipe. Os jogadores contribuem mensalmente com um valor simbólico para que a equipe compre equipamentos e melhorias para o time.

CP – Além de  treinar, vocês fazem muita ação voluntária, conte um pouco sobre isso.

B.A.A.T – A equipe atualmente realiza treinamentos internos ministrados por seus jogadores mais experientes e estes jogadores sempre estão procurando realizar cursos ministrados por empresas que possuem instrutores experientes que atuam na área militar. Realizamos jogos beneficentes e fazemos a doação para entidades como orfanato e pessoas que necessitam.

CP – Além da diversão o Airsoft traz outros benefícios, quais são eles?

B.A.A.T. – Além da diversão, o esporte é saudável e traz benefícios físicos, mentais e sociais que são proporcionados pelos combates e podem envolver exercícios de resistência física, habilidades de tiro e trabalho em equipe. Em relação aos benefícios, podem ser destacados: Força, resistência física e coordenação motora. O corpo é exigido pelo jogo e os praticantes podem correr, agachar, pular e esquivar.

Os interessados podem acessar as redes sociais: @baatjaboticabal

É importante salientar que a equipe segue um protocolo de segurança da Covid-19 para a realização de seus treinos e jogos e como o esporte não tem contato físico, isso faz do Airsoft um esporte seguro durante a pandemia.

Confira a diretoria do Airsoft:

Eduardo Massita Gomes da Silva

Luiz Fernando Garcia

Murilo Andre Antonicelli

Bruno Henrique da Silva

Éder Pinto

Diego Alexandre Gerbasi

Diego Henrique Gonçalves

Jéssica Gerbasi

Texto – Poliana Taliberti 

Compartilhe!