Uma pesquisa conduzida por cientistas do Instituto Butantan estuda como Serpentes

Uma pesquisa conduzida por cientistas do Instituto Butantan estuda como serpentes peçonhentas e não-peçonhentas, apesar de terem evolução distinta, são capazes de apresentar toxinas que atuam de forma semelhante. Confira como essa pesquisa contribui para a ciência e para a evolução dos soros antiofídicos produzidos no Butantan. Link na bio.
Compartilhe!