Ministério da Saúde anuncia que imunossuprimidos vão receber quarta dose da vacina contra Covid-19

A informação foi divulgada em nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (20).
Nestes casos, qualquer pessoa com mais de 18 anos pode receber uma dose de reforço da vacina quatro meses após a última dose (duas doses + dose adicional) do esquema vacinal, independentemente do agente de imunização aplicado.
O Ministério da Saúde afirmou que a vacina da Pfizer com plataforma de RNA mensageiro deve ser usada primeiro. Alternativamente, uma vacina de vetor viral da Janssen ou AstraZeneca pode ser usada.
O Programa Nacional de Operações de Vacinação da Covid-19 (PNO) trata os pacientes imunossuprimidos como aqueles que têm imunodeficiência primária grave, recebem quimioterapia ou transplante de câncer (órgãos sólidos ou células-tronco), usam medicamentos imunossupressores e pessoas com HIV / AIDS.
De acordo com o Ministério da Saúde a decisão é fruto de evidências científicas que apontam uma tendência a redução da efetividade das vacinas contra a Covid-19 com o passar do tempo. A dose de reforço amplifica a resposta imunológica do organismo, oferecendo maior proteção, especialmente para a população imunossuprimida, que pode não apresentar uma resposta vacinal adequada.
fonte: Ministério da Saúde/ CNN Brasil
imagem ilustrativa — Foto: Katarine Almeida/Prefeitura de Boa Vista
Compartilhe!