Argentina confirma primeiro caso de hepatite misteriosa na América Latina

A Argentina confirmou, nesta quinta-feira, um caso da hepatite aguda grave, de origem misteriosa, que vem atingindo crianças e adolescentes em vários países. Esse foi o primeiro registro da doença na América Latina.
 
O paciente tem 8 anos e está internado em Rosário, na província de Santa Fé. Segundo a Secretária de Saúde da Região, a condição do menino é estável, mas a necessidade de um transplante de fígado ainda não foi descartada.
 
Ao divulgar a detecção deste caso, as autoridades médicas argentinas seguiram uma determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde), que está em alerta para o surgimento de novos pacientes. A organização já contabilizou cerca de 230 casos desse novo tipo de hepatite, em pelo menos 20 países. Outros 50 casos ainda estão sob investigação.
 
As primeiras aparições da doença foram reportadas no Reino Unido, em abril deste ano, em crianças menores de 10 anos, sem doenças pré-existentes. O surto atinge bebês de um mês de vida a jovens de até 17 anos e já provocou a morte de quatro crianças, três na Indonésia.
 
A doença causa uma inflamação no fígado e provoca dor abdominal, diarreia ou vômito. Testes realizados nos pacientes não encontraram os vírus já conhecidos da hepatite, identificados pelas letras A, B, C, D e E. Até o momento, nenhum caso foi registrado no Brasil.
 
Reprodução/ SBT News
Compartilhe!